Vocês vão saber já, já

CAUSA: Privatizações, crédito para pequenas e médias empresas, reforma tributária e redução de impostos para estimular o setor industrial foram os principais pontos destacados pelo nosso ministro da economia em entrevista concedida à rede CNN de televisão no último domingo. Ainda que pareça papo de palanque, o discurso soa bem e chega até a dar um pingo de otimismo (ou esperança?) em meio à loucura pandêmica que estamos vivendo. Leiam atentamente: AINDA ESTAMOS VIVENDO! Dito isso, é muito difícil acreditar que todos esses projetos (ou seriam promessas?) vão sair do papel ainda este ano, não acham?

CONSEQUÊNCIA: Ontem mesmo, os dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) mostraram uma queda de mais de 50% na produção de veículos no primeiro semestre deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado. Ou seja, as dificuldades ainda são muitas, principalmente, no setor produtivo e a recuperação parece que será demorada. Por isso, enquanto o “já, já” não chega e a pandemia não se vai, nossa taxa de câmbio deve continuar oscilando próximo dos R$/US$5,30 como temos visto nos últimos dias. Seguimos aguardando!

Autora

Cristiane Quartaroli
Economista

Siga nossas redes sociais