Causa ou Consequência

Tudo junto e misturado

CAUSA: Mais uma vez, a cotação do dólar bateu a máxima histórica aqui no Brasil, ultrapassando o patamar de R$/US$4,30 nos últimos dias. A economia americana está fortalecida e em pleno emprego. E a negociação com a China parece estar indo muito bem, obrigado, com esses países colocando em prática a primeira fase do acordo comercial. Lembrando que economia americana mais forte implica em dólar mais forte, portanto as moedas dos principais países emergentes sofrem, que é exatamente o que está acontecendo, com mais intensidade, desde a semana passada. Além disso, ainda há muitas dúvidas sobre quais impactos o coronavírus terá na economia global.

CONSEQUÊNCIA: Tudo junto e misturado. O real continua perdendo valor frente ao dólar, justamente, por termos uma economia mais frágil. Nossos leitores estão cansados de saber que seguimos sem boas novas para contar aqui no Brasil. O andamento das reformas no Congresso está em marcha lenta, os dados de atividade econômica seguem ruins, e os indicadores de confiança não mostram sinais de melhora consistente. Isso afasta o investidor estrangeiro, que procura economias mais rentáveis e mais estáveis do que a nossa. E sem esse fluxo, nossa moeda continuará pressionada e sofrendo com os eventos externos.

No items found.

Siga o Banco Ourinvest

Logo LinkedinLogo FacebookLogo InstagramLogo TwitterLogo YoutubeLogo Spotify

Conteúdos relacionados

14/9/21

Causa ou Consequência

Indefinições e risco

CAUSA: No vai e vem dos mercados observamos recentemente uma nova piora em nossa medida de risco-país

Leia mais

24/8/21

Causa ou Consequência

Movidos pela emoção

CAUSA: A vacinação está avançando no Brasil, temos mais de 50% da população vacinada com ao menos uma dose e, ao que tudo indica, os resu...

Leia mais

Categorias

Nossa equipe de economistas

Fernanda Consorte

Economista-chefe

Economia para todos é o lema da Fernanda. Com ampla experiência no mercado financeiro, conhecimento técnico apurado e linguagem simples, a autora contribui para a tomada de decisão de clientes e empresas que necessitem desse suporte.

Veja mais

Cristiane Quartaroli

Economista

Economista formada pela USP, com mais de 15 anos de experiência nas área de Economia e Finanças, com foco em análise macroeconômica, resultando em amplo conhecimento do mercado bancário.

Veja mais

Welber Barral

Estrategista de Comex

Mestre em relações internacionais (USFC), Doutor em direito internacional (USP) e pós-doutor em Direito do comércio internacional (Georgetown University), Barral foi secretário de Comércio Exterior do Brasil de 2007 a 2011. Atualmente é, também, diretor no Departamento de Comércio exterior da FIESP e conselheiro da Câmara de Comércio Americana.

Veja mais