Causa ou Consequência

Três Motivos Para O Patamar Atual Da Taxa De Câmbio

CAUSA: O mês do cachorro louco (agosto) acabou, mas a loucura nos mercados emergentes permanece. Credito a três motivos:

  1. O clima entre EUA e China segue estremecido. Acredito que, desde o início da novela sino-americana, estejamos na “crise” mais prolongada. De fato, a China entrou com pedido na OMC (Organização Mundial do Comércio) para intervir contra as tarifas anunciadas no início de agosto, que foram o gatilho da crise atual.
  2. O Banco Central Argentino coloca restrições cambiais dignas dos anos 80/90, mostrando-se ainda mais enfraquecida economicamente falando.
  3. As medidas econômicas locais prosseguem devagar. A reforma da Previdência no Senado está demorando mais que o esperado durante a lua-de-mel de junho/julho, num cenário de problemas reputacionais brasileiros com o resto do mundo (leia-se Amazônia). Paulo Guedes anda sumido, e não temos notícias novas desse front.

CONSEQUÊNCIA: Os três motivos (necessariamente nesta ordem) me parecem fortes o suficiente para a manutenção dessa taxa de câmbio depreciada. Excluindo o item 2, que não tem muito remédio de curto prazo, os pontos 1 e 3 podem mudar rapidamente. Não acho que esse patamar seja o novo normal.

No items found.

Siga o Banco Ourinvest

Logo LinkedinLogo FacebookLogo InstagramLogo TwitterLogo YoutubeLogo Spotify

Conteúdos relacionados

14/9/21

Causa ou Consequência

Indefinições e risco

CAUSA: No vai e vem dos mercados observamos recentemente uma nova piora em nossa medida de risco-país

Leia mais

24/8/21

Causa ou Consequência

Movidos pela emoção

CAUSA: A vacinação está avançando no Brasil, temos mais de 50% da população vacinada com ao menos uma dose e, ao que tudo indica, os resu...

Leia mais

Categorias

Nossa equipe de economistas

Fernanda Consorte

Economista-chefe

Economia para todos é o lema da Fernanda. Com ampla experiência no mercado financeiro, conhecimento técnico apurado e linguagem simples, a autora contribui para a tomada de decisão de clientes e empresas que necessitem desse suporte.

Veja mais

Cristiane Quartaroli

Economista

Economista formada pela USP, com mais de 15 anos de experiência nas área de Economia e Finanças, com foco em análise macroeconômica, resultando em amplo conhecimento do mercado bancário.

Veja mais

Welber Barral

Estrategista de Comex

Mestre em relações internacionais (USFC), Doutor em direito internacional (USP) e pós-doutor em Direito do comércio internacional (Georgetown University), Barral foi secretário de Comércio Exterior do Brasil de 2007 a 2011. Atualmente é, também, diretor no Departamento de Comércio exterior da FIESP e conselheiro da Câmara de Comércio Americana.

Veja mais