Causa ou Consequência

Segunda onda

PUBLICADO EM

18/11/2020

CAUSA: Quem poderia imaginar que ainda em novembro estaríamos falando sobre coronavírus? E pior, preocupados com o avanço da segunda onda em países da Europa, EUA e agora no Brasil. Eu confesso que, em meados de março, quando tudo isso se tornou mais evidente em nosso país, acreditava (ou torcia para...) que hoje já estaríamos vivendo normalmente. Mas os últimos dias sugerem que corremos algum risco de passar por mais um período de isolamento, caso não tenhamos uma aprovação das vacinas. Se tivermos realmente mais uma quarentena mais rigorosa no Brasil, o auxílio emergencial deve ser prolongado, causando mais dúvidas em relação a evolução das contas fiscais brasileiras, num ambiente em que o Orçamento para 2021 ainda não foi aprovado.

CONSEQUÊNCIA: Desde a semana passada a taxa de câmbio vem mostrando melhor desempenho, mais próximo a US$/R$ 5,30. Porém, se a doença avançar sem uma data efetiva de vacinação, a aversão ao risco pode ser novamente o nome do jogo. Neste cenário, o fluxo de investidores estrangeiros para Brasil pode diminuir ainda mais, contribuindo para que outra fase de desvalorização. A ver.

No items found.

Siga o Banco Ourinvest

Logo LinkedinLogo FacebookLogo InstagramLogo TwitterLogo YoutubeLogo Spotify

Conteúdos relacionados

14/9/21

Causa ou Consequência

Indefinições e risco

CAUSA: No vai e vem dos mercados observamos recentemente uma nova piora em nossa medida de risco-país

Leia mais

24/8/21

Causa ou Consequência

Movidos pela emoção

CAUSA: A vacinação está avançando no Brasil, temos mais de 50% da população vacinada com ao menos uma dose e, ao que tudo indica, os resu...

Leia mais

Categorias

Nossa equipe de economistas

Fernanda Consorte

Economista-chefe

Economia para todos é o lema da Fernanda. Com ampla experiência no mercado financeiro, conhecimento técnico apurado e linguagem simples, a autora contribui para a tomada de decisão de clientes e empresas que necessitem desse suporte.

Veja mais

Cristiane Quartaroli

Economista

Economista formada pela USP, com mais de 15 anos de experiência nas área de Economia e Finanças, com foco em análise macroeconômica, resultando em amplo conhecimento do mercado bancário.

Veja mais

Welber Barral

Estrategista de Comex

Mestre em relações internacionais (USFC), Doutor em direito internacional (USP) e pós-doutor em Direito do comércio internacional (Georgetown University), Barral foi secretário de Comércio Exterior do Brasil de 2007 a 2011. Atualmente é, também, diretor no Departamento de Comércio exterior da FIESP e conselheiro da Câmara de Comércio Americana.

Veja mais