Causa ou Consequência

Pés pelas mãos

CAUSA: Diante da expectativa da redução do auxílio-emergencial, de R$ 600 para R$ 300 por mês, o governo brasileiro anunciou ontem um novo programa, intitulado de Renda Cidadã, com a intenção de auxiliar as famílias brasileiras que permanecem em condições de vulnerabilidade por conta da crise do coronavírus. E disse que pretende usar verbas do pagamento de precatórios e da educação básica para financiar o novo programa - medida que foi muito mal recebida pelo mercado, justamente, por aumentar ainda mais as incertezas com relação ao quadro fiscal já tão fragilizado.

CONSEQUÊNCIA: Usar precatórios, na prática, significa postergar o pagamento de ações judiciais, ou seja, o pagamento de gastos com aposentadorias e pensões. Medida que, além de gerar insegurança, representa um aumento da dívida do governo. Estaria o governo “trocando os pés pelas mãos”, como muito bem diz essa famosa expressão popular, que define ações atrapalhadas e confusas? Acredito que ainda haverá muita discussão sobre o tema nas próximas semanas e, enquanto isso, o leitor já sabe, né? Mais instabilidade no mercado financeiro e possivelmente mais pressão na nossa moeda...

No items found.

Siga o Banco Ourinvest

Logo LinkedinLogo FacebookLogo InstagramLogo TwitterLogo YoutubeLogo Spotify

Conteúdos relacionados

14/9/21

Causa ou Consequência

Indefinições e risco

CAUSA: No vai e vem dos mercados observamos recentemente uma nova piora em nossa medida de risco-país

Leia mais

24/8/21

Causa ou Consequência

Movidos pela emoção

CAUSA: A vacinação está avançando no Brasil, temos mais de 50% da população vacinada com ao menos uma dose e, ao que tudo indica, os resu...

Leia mais

Categorias

Nossa equipe de economistas

Fernanda Consorte

Economista-chefe

Economia para todos é o lema da Fernanda. Com ampla experiência no mercado financeiro, conhecimento técnico apurado e linguagem simples, a autora contribui para a tomada de decisão de clientes e empresas que necessitem desse suporte.

Veja mais

Cristiane Quartaroli

Economista

Economista formada pela USP, com mais de 15 anos de experiência nas área de Economia e Finanças, com foco em análise macroeconômica, resultando em amplo conhecimento do mercado bancário.

Veja mais

Welber Barral

Estrategista de Comex

Mestre em relações internacionais (USFC), Doutor em direito internacional (USP) e pós-doutor em Direito do comércio internacional (Georgetown University), Barral foi secretário de Comércio Exterior do Brasil de 2007 a 2011. Atualmente é, também, diretor no Departamento de Comércio exterior da FIESP e conselheiro da Câmara de Comércio Americana.

Veja mais