Blog

Os 7 benefícios de ser um correspondente cambial

O Banco Ourinvest possui mais de 380 correspondentes cambiais espalhados pelo Brasil. Os parceiros são habilitados para apresentar operações, realizar transações e fazer a compra e a venda de papel em moeda. Esses profissionais acabam sendo uma extensão do banco e capilarizando o atendimento.

Segundo João Marcelo Alves da Costa, gerente de Câmbio do Banco Ourinvest, os parceiros, como são chamados, estão no centro do negócio do banco. “O grande foco está neles, uma vez que a maior parte das nossas operações vem por meio dos parceiros. Investimos constantemente em tecnologia e produtos para ampliar essa relação”, diz.

Confira a seguir os 7 benefícios de ser um parceiro do Banco Ourinvest:

1-Participação nos resultados das operações: os correspondentes acabam sendo sócios em cada transação. “Há uma sociedade no resultado, que constrói a remuneração de cada parceiro”, explica Marcelo Curty, gerente comercial do Banco Ourinvest.

2-Estrutura pronta: os parceiros do banco não precisam de uma estrutura física. Podem trabalhar de forma remota e utilizar o backoffice do Banco Ourinvest. Além disso, não é necessário ter uma equipe própria, uma vez que os funcionários do banco ajudam a realizar todo processo após a indicação das operações.

3-Referência no setor: fazer transações em outras moedas exige alto grau de conhecimento. Por isso, contar com uma equipe com mais de 40 anos no mercado de câmbio é fundamental para garantir  agilidade e assertividade nas operações. “Os parceiros nunca estão sozinhos e temos especialistas para ajudar em cada especificidade que possa aparecer”, diz João Marcelo.

4-Atuação nacional: os parceiros do banco têm liberdade para atender clientes de qualquer região do País. “Não existe regionalização para cobertura e essa é uma oportunidade, pois em muitas localidades o parceiro pode ser o único a atuar”, afirma Marcelo Curty.

5-Portfólio diverso: o Banco Ourinvest possui um leque completo de produtos. O câmbio pode ser a porta de entrada para atrair clientes interessados em frentes como trade finance e hedge cambial.

6-Qualificação e treinamentos: o Banco Ourinvest oferece ferramentas para desenvolvimento dos parceiros. Além dos treinamentos obrigatórios, há um constante investimento em palestras, conteúdos e frentes que estimulam que o correspondente garanta mais autonomia e retorno para as operações.

7-Núcleo de Especialistas: O Banco também conta com o NEO (Núcleo de Especialistas do Ourinvest), que oferece atendimento aos correspondentes cambiais. São profissionais de alto nível para auxiliar em frentes como análise econômica e setorial, análise de crédito, ações de marketing e eventos, inteligência de mercado e comercial.

Mais recentemente lançou a plataforma Ourinvest Educa, que oferece diversos treinamentos sobre o mercado cambial e desenvolvimento profissional.

A ideia é que os parceiros sejam um ponto avançado do banco e tenham condições de realizar relacionamento, cuidar do suporte técnico, lidar com toda a documentação e indicar o fechamento do melhor câmbio para os clientes.

De acordo com João Marcelo, o objetivo é que os profissionais se sintam seguros para prestar um atendimento igual ao feito dentro do banco. “Para isso, nossa meta é dar autonomia, mas sem deixar os parceiros sem um porto seguro”, finaliza.

No items found.

Siga o Banco Ourinvest

Logo LinkedinLogo FacebookLogo InstagramLogo TwitterLogo YoutubeLogo Spotify

Conteúdos relacionados

15/9/21

Blog

5 coisas que você deve saber sobre o IBAN

Ao tentar realizar transações internacionais é natural que você se depare com inúmeras siglas, que podem dar a impressão equivocada de qu...

Leia mais

9/9/21

Blog

7 podcasts sobre economia e negócios que você não pode perder

Mais de 35 milhões de brasileiros já são adeptos aos podcasts, segundo uma estimativa recente da Associação Brasileira de Podcasters...

Leia mais

Categorias

Nossa equipe de economistas

Fernanda Consorte

Economista-chefe

Economia para todos é o lema da Fernanda. Com ampla experiência no mercado financeiro, conhecimento técnico apurado e linguagem simples, a autora contribui para a tomada de decisão de clientes e empresas que necessitem desse suporte.

Veja mais

Cristiane Quartaroli

Economista

Economista formada pela USP, com mais de 15 anos de experiência nas área de Economia e Finanças, com foco em análise macroeconômica, resultando em amplo conhecimento do mercado bancário.

Veja mais

Welber Barral

Estrategista de Comex

Mestre em relações internacionais (USFC), Doutor em direito internacional (USP) e pós-doutor em Direito do comércio internacional (Georgetown University), Barral foi secretário de Comércio Exterior do Brasil de 2007 a 2011. Atualmente é, também, diretor no Departamento de Comércio exterior da FIESP e conselheiro da Câmara de Comércio Americana.

Veja mais