Causa ou Consequência

Novo Patamar?

PUBLICADO EM

19/11/2019

CAUSA: Estamos vivendo momentos de bastante instabilidade política nos mercados emergentes, sobretudo na América Latina. Nesse sentido, destacamos os constantes protestos no Chile; a renúncia de Evo Morales, na Bolívia; e alguns protestos também no Brasil. Além, é claro, das discussões em nosso país sobre as reformas tributária e administrativa. Ainda que alguns dados econômicos mais recentes tenham sinalizado certa melhora, as questões políticas e o cenário externo bastante incerto, sobretudo quando nos referimos à eterna negociação entre EUA e China, acabam gerando muita incerteza no mercado de câmbio.

CONSEQUÊNCIA: Nossa moeda voltou a se desvalorizar, chegando a US$/R$4,2 - maior patamar dos últimos 10 anos. Com esse ambiente adverso, é bem possível que continuemos assim. Vamos aguardar...

No items found.

Siga o Banco Ourinvest

Logo LinkedinLogo FacebookLogo InstagramLogo TwitterLogo YoutubeLogo Spotify

Conteúdos relacionados

14/9/21

Causa ou Consequência

Indefinições e risco

CAUSA: No vai e vem dos mercados observamos recentemente uma nova piora em nossa medida de risco-país

Leia mais

24/8/21

Causa ou Consequência

Movidos pela emoção

CAUSA: A vacinação está avançando no Brasil, temos mais de 50% da população vacinada com ao menos uma dose e, ao que tudo indica, os resu...

Leia mais

Categorias

Nossa equipe de economistas

Fernanda Consorte

Economista-chefe

Economia para todos é o lema da Fernanda. Com ampla experiência no mercado financeiro, conhecimento técnico apurado e linguagem simples, a autora contribui para a tomada de decisão de clientes e empresas que necessitem desse suporte.

Veja mais

Cristiane Quartaroli

Economista

Economista formada pela USP, com mais de 15 anos de experiência nas área de Economia e Finanças, com foco em análise macroeconômica, resultando em amplo conhecimento do mercado bancário.

Veja mais

Welber Barral

Estrategista de Comex

Mestre em relações internacionais (USFC), Doutor em direito internacional (USP) e pós-doutor em Direito do comércio internacional (Georgetown University), Barral foi secretário de Comércio Exterior do Brasil de 2007 a 2011. Atualmente é, também, diretor no Departamento de Comércio exterior da FIESP e conselheiro da Câmara de Comércio Americana.

Veja mais