Causa ou Consequência

Mea-Culpa... Mas Os Riscos Estão Aí

CAUSA: Uso deste recurso para um mea-culpa: não imaginava que teríamos uma semana com tamanho movimento de valorização na taxa de câmbio (em que pese o patamar seguir alto, e ao redor de US$/R$ 4,0). Embora tenha mencionado o caráter positivo das manifestações de domingo, assim como a reação do governo (tanto pós manifestações como o encontro com presidentes do Legislativo e Judiciário), subestimei a capacidade de ânimo nos mercados.

A verdade é que essas ações resultaram num aparente “destravamento” de votações dentro do Congresso, sugerindo minivitórias para o governo, após 5 meses de tiro, porrada e bomba (um aceno para Valesca!).

Porém, ainda não consigo ficar otimista. Os dados de atividade econômica do país sugerem estagnação/ contração (o PIB do 1T19 veio negativo, meus amigos, e a confiança dos agentes segue caindo)... Fora que o cenário internacional segue complicadíssimo para países emergentes.

CONSEQUÊNCIA: Espero estar errada, mas acredito que a manter esse clima de volatilidade na taxa de câmbio, há sempre o risco assimétrico dessa taxa retornar ao patamar acima de R$/US$ 4,00.

No items found.

Siga o Banco Ourinvest

Logo LinkedinLogo FacebookLogo InstagramLogo TwitterLogo YoutubeLogo Spotify

Conteúdos relacionados

14/9/21

Causa ou Consequência

Indefinições e risco

CAUSA: No vai e vem dos mercados observamos recentemente uma nova piora em nossa medida de risco-país

Leia mais

24/8/21

Causa ou Consequência

Movidos pela emoção

CAUSA: A vacinação está avançando no Brasil, temos mais de 50% da população vacinada com ao menos uma dose e, ao que tudo indica, os resu...

Leia mais

Categorias

Nossa equipe de economistas

Fernanda Consorte

Economista-chefe

Economia para todos é o lema da Fernanda. Com ampla experiência no mercado financeiro, conhecimento técnico apurado e linguagem simples, a autora contribui para a tomada de decisão de clientes e empresas que necessitem desse suporte.

Veja mais

Cristiane Quartaroli

Economista

Economista formada pela USP, com mais de 15 anos de experiência nas área de Economia e Finanças, com foco em análise macroeconômica, resultando em amplo conhecimento do mercado bancário.

Veja mais

Welber Barral

Estrategista de Comex

Mestre em relações internacionais (USFC), Doutor em direito internacional (USP) e pós-doutor em Direito do comércio internacional (Georgetown University), Barral foi secretário de Comércio Exterior do Brasil de 2007 a 2011. Atualmente é, também, diretor no Departamento de Comércio exterior da FIESP e conselheiro da Câmara de Comércio Americana.

Veja mais