Causa ou Consequência

Mal E Queimados Na Foto

CAUSA: Enquanto a confiança dos agentes domésticos se recupera a passos lentos, o cenário internacional joga contra a minha expectativa de melhora nos preços dos ativos brasileiros.

Ao longo desta semana escura (no sentido figurado e não figurado), tivemos o mercado incomodado com a postura do Fed em relação à taxa de juros, e a China retaliando os EUA com alíquotas entre 5% e 10% sobre mais US$ 75 bilhões em bens americanos.

E para dar aquele sabor de país emergente, o mercado internacional não gostou nada da postura do presidente brasileiro em relação ao triste episodio das queimadas na Amazônia. E o fato: mitigou o plano de privatizações anunciado nesta semana.

CONSEQUÊNCIA: O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, foi ao socorro reputacional do Brasil em relação aos temas do meio ambiente, e ainda aguardamos ansiosos por boas notícias em relação à reforma no país. Precisamos.
Eu sei que está duro de manter isso, mas ainda acho que os patamares atuais de taxa de câmbio estão inflados (acima de US$/R$ 4,00). Estamos mal na foto, queimados, mas brasileiro que é brasileiro é esperançoso.

No items found.

Siga o Banco Ourinvest

Logo LinkedinLogo FacebookLogo InstagramLogo TwitterLogo YoutubeLogo Spotify

Conteúdos relacionados

14/9/21

Causa ou Consequência

Indefinições e risco

CAUSA: No vai e vem dos mercados observamos recentemente uma nova piora em nossa medida de risco-país

Leia mais

24/8/21

Causa ou Consequência

Movidos pela emoção

CAUSA: A vacinação está avançando no Brasil, temos mais de 50% da população vacinada com ao menos uma dose e, ao que tudo indica, os resu...

Leia mais

Categorias

Nossa equipe de economistas

Fernanda Consorte

Economista-chefe

Economia para todos é o lema da Fernanda. Com ampla experiência no mercado financeiro, conhecimento técnico apurado e linguagem simples, a autora contribui para a tomada de decisão de clientes e empresas que necessitem desse suporte.

Veja mais

Cristiane Quartaroli

Economista

Economista formada pela USP, com mais de 15 anos de experiência nas área de Economia e Finanças, com foco em análise macroeconômica, resultando em amplo conhecimento do mercado bancário.

Veja mais

Welber Barral

Estrategista de Comex

Mestre em relações internacionais (USFC), Doutor em direito internacional (USP) e pós-doutor em Direito do comércio internacional (Georgetown University), Barral foi secretário de Comércio Exterior do Brasil de 2007 a 2011. Atualmente é, também, diretor no Departamento de Comércio exterior da FIESP e conselheiro da Câmara de Comércio Americana.

Veja mais