Causa ou Consequência

Habemus Fluxo?

CAUSA: O que tem ditado o comportamento do câmbio mais recentemente é a expectativa de que os EUA irão manter os juros em patamar baixo ainda por um longo período. Ao menos é o que sinaliza o Banco Central americano, quando diz que não está preocupado com o avanço da inflação naquele país. Adicionalmente a esse fato externo, temos a situação oposta acontecendo no Brasil, já que o nosso Banco Central ajustou a taxa básica para 3,5% na última semana e deixou a janela aberta para novos ajustes nos próximos meses, dependendo do comportamento da inflação por aqui.

CONSEQUÊNCIA: Se os juros americanos vão ficar estáveis e os juros brasileiros estão com clara tendência de alta, é factível esperar que parte do fluxo de investimentos estrangeiros venha para cá, e parece que foi o que aconteceu na última semana. Qual foi o resultado? O mercado se animou e nossa moeda valorizou mais de 3% desde o início deste mês. Contudo sabemos que o pano de fundo político, econômico e sanitário brasileiro ainda não é dos melhores e basta uma frase mal-interpretada ou um dado ruim para o cenário mudar. Enquanto isso, será possível ficarmos um pouco mais otimistas? Vamos ver até quando!

No items found.

Siga o Banco Ourinvest

Logo LinkedinLogo FacebookLogo InstagramLogo TwitterLogo YoutubeLogo Spotify

Conteúdos relacionados

14/9/21

Causa ou Consequência

Indefinições e risco

CAUSA: No vai e vem dos mercados observamos recentemente uma nova piora em nossa medida de risco-país

Leia mais

24/8/21

Causa ou Consequência

Movidos pela emoção

CAUSA: A vacinação está avançando no Brasil, temos mais de 50% da população vacinada com ao menos uma dose e, ao que tudo indica, os resu...

Leia mais

Categorias

Nossa equipe de economistas

Fernanda Consorte

Economista-chefe

Economia para todos é o lema da Fernanda. Com ampla experiência no mercado financeiro, conhecimento técnico apurado e linguagem simples, a autora contribui para a tomada de decisão de clientes e empresas que necessitem desse suporte.

Veja mais

Cristiane Quartaroli

Economista

Economista formada pela USP, com mais de 15 anos de experiência nas área de Economia e Finanças, com foco em análise macroeconômica, resultando em amplo conhecimento do mercado bancário.

Veja mais

Welber Barral

Estrategista de Comex

Mestre em relações internacionais (USFC), Doutor em direito internacional (USP) e pós-doutor em Direito do comércio internacional (Georgetown University), Barral foi secretário de Comércio Exterior do Brasil de 2007 a 2011. Atualmente é, também, diretor no Departamento de Comércio exterior da FIESP e conselheiro da Câmara de Comércio Americana.

Veja mais