Causa ou Consequência

E o dólar?

PUBLICADO EM

23/4/2020

CAUSA: Em meio ao feriado nacional e ao amontoado de questões e preocupações relacionadas ao coronavírus, o México e a Turquia fizeram uma reunião extraordinária de política monetária e decidiram baixar as respectivas taxas de juros. Com isso, o mercado aqui no Brasil começou a considerar que acontecerá o mesmo e que a Selic terá um corte de até 0,75 bps na reunião de maio, ou possivelmente antes dela, assim como fizeram nossos amigos emergentes. Trata-se apenas de um comportamento especulativo de mercado? Sim, mas que afeta nossa taxa de câmbio. Não tem jeito.

CONSEQUÊNCIA: Assim, o dólar voltou a atingir novo recorde, ultrapassando a cotação de R$/US$5,35. Lembram da máxima? Juros mais baixos aqui, investidor estrangeiro retira dinheiro do país para procurar ativos mais atrativos. Continua acontecendo. A isso soma-se o clima político brasileiro, que segue destoando dos demais emergentes, fazendo com que nossa moeda se desvalorize ainda mais. E assim seguimos, com o real sendo uma das moedas emergentes que mais se depreciou desde o início deste ano, com alta de mais de 30%. Se continuarmos assim, com tantas incertezas e pouca cooperação, mais recordes históricos poderão vir.

Siga o Banco Ourinvest

Logo LinkedinLogo FacebookLogo InstagramLogo TwitterLogo YoutubeLogo Spotify

Conteúdos relacionados

14/9/21

Causa ou Consequência

Indefinições e risco

CAUSA: No vai e vem dos mercados observamos recentemente uma nova piora em nossa medida de risco-país

Leia mais

24/8/21

Causa ou Consequência

Movidos pela emoção

CAUSA: A vacinação está avançando no Brasil, temos mais de 50% da população vacinada com ao menos uma dose e, ao que tudo indica, os resu...

Leia mais

Categorias

Nossa equipe de economistas

Fernanda Consorte

Economista-chefe

Economia para todos é o lema da Fernanda. Com ampla experiência no mercado financeiro, conhecimento técnico apurado e linguagem simples, a autora contribui para a tomada de decisão de clientes e empresas que necessitem desse suporte.

Veja mais

Cristiane Quartaroli

Economista

Economista formada pela USP, com mais de 15 anos de experiência nas área de Economia e Finanças, com foco em análise macroeconômica, resultando em amplo conhecimento do mercado bancário.

Veja mais

Welber Barral

Estrategista de Comex

Mestre em relações internacionais (USFC), Doutor em direito internacional (USP) e pós-doutor em Direito do comércio internacional (Georgetown University), Barral foi secretário de Comércio Exterior do Brasil de 2007 a 2011. Atualmente é, também, diretor no Departamento de Comércio exterior da FIESP e conselheiro da Câmara de Comércio Americana.

Veja mais