Causa ou Consequência

Decadence Avec Elegance

CAUSA: Não é de agora que o ministro da Economia, Paulo Guedes, começou a perder os membros da sua equipe. A primeira grande baixa aconteceu em junho, com a saída do secretário do Tesouro, Mansueto Almeida. Desde então, mais alguns já foram também: 1. Rubem Novaes, presidente do Banco do Brasil; 2. Caio Megale, diretor do Ministério da Economia, mais recentemente, 3. Salim Matar pediu demissão da Secretaria de Desestatização e Privatização, insatisfeito com o ritmo das privatizações e, por fim, 4. Paulo Uebel não quis mais ficar no cargo de Gestão e Governo Digital, por conta da pausa sem fim na reforma administrativa.

CONSEQUÊNCIA: A sinalização é ruim, principalmente, para um Ministério tão importante. Além disso, desde o começo do mandato, o ministro da Economia defende a diminuição do Estado, as privatizações e as reformas. Mas, até agora, pouca coisa rolou. Imaginem como será agora com a debandada de sua equipe! Muito trabalho pela frente para tentar manter sua reputação e segurar a onda do mercado financeiro que, com alguma razão, aumentou ainda mais a aversão ao risco com essas demissões e com a crescente preocupação com as contas ficais (tema para outro causa e consequência). Somente mais alguns motivos para a contínua pressão na nossa taxa de câmbio.

Siga o Banco Ourinvest

Logo LinkedinLogo FacebookLogo InstagramLogo TwitterLogo YoutubeLogo Spotify

Gostou? Fale com um de nossos especialistas e tire suas dúvidas.

Obrigado! Entraremos em contato com você.
Ooops! Alguma coisa deu errado. Tente novamente!

Conteúdos relacionados

5/7/22

Causa ou Consequência

Os riscos do Brasil

CAUSA: O Risco-Brasil, medido pelo Embi (índice que mede o desempenho dos títulos emitidos por mercados emergentes), vem subindo desde o...

Leia mais

21/6/22

Causa ou Consequência

Risco Institucional

CAUSA: O aumento nas taxas de juros em escala global tem causado grande preocupação nos mercados, por conta do risco de recessão que...

Leia mais

Categorias

Nossa equipe de economistas

Fernanda Consorte

Economista-chefe

Economia para todos é o lema da Fernanda. Com ampla experiência no mercado financeiro, conhecimento técnico apurado e linguagem simples, a autora contribui para a tomada de decisão de clientes e empresas que necessitem desse suporte.

Veja mais

Cristiane Quartaroli

Economista

Economista formada pela USP, com mais de 15 anos de experiência nas área de Economia e Finanças, com foco em análise macroeconômica, resultando em amplo conhecimento do mercado bancário.

Veja mais

Welber Barral

Estrategista de Comex

Mestre em relações internacionais (USFC), Doutor em direito internacional (USP) e pós-doutor em Direito do comércio internacional (Georgetown University), Barral foi secretário de Comércio Exterior do Brasil de 2007 a 2011. Atualmente é, também, diretor no Departamento de Comércio exterior da FIESP e conselheiro da Câmara de Comércio Americana.

Veja mais