Causa ou Consequência

De Juros Para Câmbio

CAUSA: Enquanto as notícias locais focam com razão nos comentários de gosto duvidoso do nosso presidente, os mercados estão focados nas decisões de taxas de juros nos EUA e aqui no Brasil. Hoje à tarde, o Fed deve anunciar corte na taxa de juros (a expectativa é de -0,25%), motivado pela desaceleração mundial já em curso e que deve se acentuar à medida que essa guerra comercial se estende.

O dia se encerra com a decisão do Copom. A maior parte dos analistas espera queda de 0,50% na taxa Selic, levando-a a 6,0%  a.a. Importante observar os discursos/ comentários pós-reunião e “pescar pistas” de como serão os ciclos de corte de juros em ambos os países.

CONSEQUÊNCIA: Em relação aos anúncios de juros, eu só vejo boa notícia para a taxa de câmbio. Uma menor taxa de juros em país desenvolvido sugere fluxo de investimentos financeiros para países emergentes (e estamos precisando muito disso para manter a taxa de câmbio num patamar baixo, meus amigos!). Uma queda na taxa Selic, possivelmente devido ao andamento da Reforma da Previdência, sugere ganhos institucionais para o país, o que também pode atrair capital.

No items found.

Siga o Banco Ourinvest

Logo LinkedinLogo FacebookLogo InstagramLogo TwitterLogo YoutubeLogo Spotify

Conteúdos relacionados

14/9/21

Causa ou Consequência

Indefinições e risco

CAUSA: No vai e vem dos mercados observamos recentemente uma nova piora em nossa medida de risco-país

Leia mais

24/8/21

Causa ou Consequência

Movidos pela emoção

CAUSA: A vacinação está avançando no Brasil, temos mais de 50% da população vacinada com ao menos uma dose e, ao que tudo indica, os resu...

Leia mais

Categorias

Nossa equipe de economistas

Fernanda Consorte

Economista-chefe

Economia para todos é o lema da Fernanda. Com ampla experiência no mercado financeiro, conhecimento técnico apurado e linguagem simples, a autora contribui para a tomada de decisão de clientes e empresas que necessitem desse suporte.

Veja mais

Cristiane Quartaroli

Economista

Economista formada pela USP, com mais de 15 anos de experiência nas área de Economia e Finanças, com foco em análise macroeconômica, resultando em amplo conhecimento do mercado bancário.

Veja mais

Welber Barral

Estrategista de Comex

Mestre em relações internacionais (USFC), Doutor em direito internacional (USP) e pós-doutor em Direito do comércio internacional (Georgetown University), Barral foi secretário de Comércio Exterior do Brasil de 2007 a 2011. Atualmente é, também, diretor no Departamento de Comércio exterior da FIESP e conselheiro da Câmara de Comércio Americana.

Veja mais