Causa ou Consequência

Ainda nebuloso... O que está pegando?

CAUSA: Por um lado, EUA e China começam a ensaiar um acordo comercial, que será em fases. Verdade que já ouvimos essa conversa antes e que essa novela é cheia de altos e baixos. Mas há sinais de que “agora vai”, mesmo porque a China já está fazendo a parte dela de importar mais produtos norte-americanos; e os EUA, por sua vez, suspenderam o aumento de tarifas de produtos importados chineses. Isso deveria ser muito positivo para preços no mercado...

Mas, por outro lado, as projeções de crescimento econômico recém-divulgados pelo FMI sugerem que toda essa novela não deve passar em vão: o PIB mundial pode sofrer até -0,8pp no ano que vem. Além disso, seus números mostram que a China está em trajetória de desaceleração e, por consequência, os países emergentes também sofreram revisão para baixo das projeções de PIB.  

Ademais, internamente estamos muito abalados em termos políticos: queda de popularidade do Presidente, rixa da família Bolsonaro com parte do PSL, Congresso demandando benesses...

CONSEQUÊNCIA: Não há fluxo financeiro vindo para o Brasil, sobretudo dos gringos. Com isso, os preços dos ativos ficam dependendo do pequeno fluxo local. Assim, mesmo que a Bolsa de Valores alcance pontuações históricas, a taxa de câmbio não acompanha. É isso que está pegando no momento.

Siga o Banco Ourinvest

Logo LinkedinLogo FacebookLogo InstagramLogo TwitterLogo YoutubeLogo Spotify

Gostou? Fale com um de nossos especialistas e tire suas dúvidas.

Obrigado! Entraremos em contato com você.
Ooops! Alguma coisa deu errado. Tente novamente!

Conteúdos relacionados

5/7/22

Causa ou Consequência

Os riscos do Brasil

CAUSA: O Risco-Brasil, medido pelo Embi (índice que mede o desempenho dos títulos emitidos por mercados emergentes), vem subindo desde o...

Leia mais

21/6/22

Causa ou Consequência

Risco Institucional

CAUSA: O aumento nas taxas de juros em escala global tem causado grande preocupação nos mercados, por conta do risco de recessão que...

Leia mais

Categorias

Nossa equipe de economistas

Fernanda Consorte

Economista-chefe

Economia para todos é o lema da Fernanda. Com ampla experiência no mercado financeiro, conhecimento técnico apurado e linguagem simples, a autora contribui para a tomada de decisão de clientes e empresas que necessitem desse suporte.

Veja mais

Cristiane Quartaroli

Economista

Economista formada pela USP, com mais de 15 anos de experiência nas área de Economia e Finanças, com foco em análise macroeconômica, resultando em amplo conhecimento do mercado bancário.

Veja mais

Welber Barral

Estrategista de Comex

Mestre em relações internacionais (USFC), Doutor em direito internacional (USP) e pós-doutor em Direito do comércio internacional (Georgetown University), Barral foi secretário de Comércio Exterior do Brasil de 2007 a 2011. Atualmente é, também, diretor no Departamento de Comércio exterior da FIESP e conselheiro da Câmara de Comércio Americana.

Veja mais